FIERO apresenta o Amazônia+21 na CNI

Publicado em: 30 de Outubro de 2019

FIERO apresenta o...

O projeto Amazônia+21, que tem por objetivo fomentar o crescimento dos negócios e pesquisas de forma sustentável, alinhando o desenvolvimento e a preservação da biodiversidade da região Norte, foi lançado nesta quarta-feira, 30, na Confederação Nacional da Indústria (CNI), pelo presidente da Federação das Indústrias de Rondônia (FIERO), Marcelo Thomé. O Fórum Internacional, acontecerá em Porto Velho entre os dias 5 e 8 de maio de 2020.

A iniciativa vai realizar um encontro internacional para empresários, investidores, pesquisadores e representantes de governo, será o maior fórum mundial de diálogos sobre desenvolvimento sustentável, com temas relacionados à ciência e pesquisa aplicada, novos negócios, fundos para investimentos e questões socioculturais, abrangendo os nove países que formam a região amazônica.

Para o presidente da FIERO, “a Região Amazônica tem uma grande importância para o Brasil e para o mundo e um imenso potencial para geração de riquezas”, destaca. “É preciso valorizarmos essa riqueza natural e aproveitarmos todo esse potencial por meio da promoção da integração dos nove países da região, unindo os saberes tradicionais amazônicos com pesquisa e inovação”, ressalta Thomé.

Conforme o presidente da CNI, Robson Braga o Fórum Amazônia+21 contribuirá para a melhor integração entre os nove países que integram o bioma amazônico. Além disso, ele destacou que a indústria brasileira pode se tornar referência no uso eficiente dos recursos naturais e aproveitar oportunidades associadas à economia de baixo carbono e ao uso da biodiversidade da região. “O Brasil tem papel decisivo no desenvolvimento sustentável da Amazônia, haja vista que 60% desse bioma encontra-se em território brasileiro”, assinalou.

Além do presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, e do ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, participaram da reunião demais autoridades e representantes das Federações das Indústrias dos estados brasileiros.

Já estão confirmadas as presenças de referências mundiais em desenvolvimento sustentável como o meteorologista brasileiro Carlos Nobre, o diretor da consultoria SustainAbility, John Elkington, e Marc Jean Dourojeanni, professor emérito da Universidade Nacional Agrária La Molina, no Peru.

 


Fonte: Assessoria de Comunicação Social FIERO
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade