Tribuna Livre
Tribuna Livre

Coluna

Procura-se presidente e governador

Tribuna Livre 31/03/2017
Publicado em: 31 de Março de 2017

Olha amigo, talvez eu esteja ficando cego. Você, provavelmente enxergando melhor, veja o que não consigo enxergar.
A verdade é que olho a planície política e ainda não consigo enxergar ninguém no horizonte, com cara ou sinais de vir a ser o próximo governador de Rondônia ou o próximo presidente do Brasil, nas eleições do ano que vem.
O que vejo é uma terra árida, pontuada de paus tortos tentando se aprumar na paisagem, e se apresentando como sempre, com as soluções para todos os problemas. Milagreiros salvadores da pátria.
Mas de qual pátria? Da nossa ou da deles? Na verdade, da deles. E somente deles. Eles precisam continuar com mandatos para salvaguardar seus privilégios e ampliarem seus interesses. Depois, muito depois, se chegarem lá, farão alguma por nós, iludidos eleitores.
O fato é que, no cenário local, não vejo ainda, entre os nomes postos, alguém que, verdadeira e honestamente, reúna condições e credibilidade para nos governar.
O que vejo é uma escassez de nomes que representem os anseios de moralidade, integridade, honestidade e trabalho de nossa gente. Pessoas sem processos e sem condenações, verdadeiramente limpas.
A esperança é que apareça alguém, até meados do ano que vem que nos desperte a vontade de votar.
A tragédia é ter que continuar escolhendo o menos pior entre os ruins os partidos nos impõe. Aí o voto em branco passa a ser uma opção.
Na verdade, o que temos, são pessoas que conquistaram – e nem discutamos os meios – o poder financeiro e agora buscam consolidar o poder político a todo e qualquer custo. E muitos utilizam esse o poder político como instrumento de enriquecimento. Ilícito, claro!
Onde estão os verdadeiros brasileiros que ame o povo e abrace suas causas? Será sonhar demais esperar que apareça? Um messias, você, crítico, dirá.
Talvez. Até porque o que está sendo desenhado para vir aí é a tal lista fechada de candidatos. Ou seja, teremos que votar numa lista de nomes escolhidos previamente pelos partidos. E quem serão os primeiros nomes desta lista? Os deles. Os mesmos de sempre. Sujos e desonrados. Nela, os novos só entram no fim da fila. Para não se elegerem. A menos que tenha muito dinheiro para comprar os convencionais do partido. Mas se ele já começa corrompendo...
... aí me recuso a votar. Voto em branco. Simples assim.
 
OsmarSilva – Jornalista – Presidente da Associação da 
Imprensa de Rondônia-AIRON – Sr.osmarsilva@gmaisl.com
 


Fonte: Osmar Silva
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais de Tribuna Livre