Francisco Xavier
Francisco Xavier

Coluna

Coluna do Xavier

COLUNA DO XAVIER - CACOAL: O DISTRITO, A VILA E O ESPORTE...

Publicado em: 06 de Dezembro de 2019

As pessoas que se lembram dos discursos proferidos em 2016, durante a campanha eleitoral em Cacoal, certamente sabem que todos os candidatos diziam, naquela época, que amavam a cidade e que fariam tudo para que a Capital do Café fosse transformada na principal cidade de Rondônia. Não é possível dizer que os candidatos que tinham esse discurso perderam as eleições. Todos os eleitos, homens e mulheres, declaravam amor à cidade. Hoje, quem olha para a situação do distrito (ou ex-distrito) de Divinópolis ou da Vila Olímpica de Cacoal pode constatar facilmente que tudo não passou de colóquio flácido para acalentar bovino...
Inicialmente, é preciso destacar que pelo menos metade da Câmara de Cacoal é constituída de vereadores que se autodefinem como esportistas e dizem amar o esporte. Todavia, é muito raro ver um dos membros do legislativo cacoalense falar em defesa do esporte e não se tem notícia de nenhum projeto voltado para o esporte que tenha sido aprovado nessa legislatura e que esteja sendo implementado. Mas sempre que uma pessoa do mundo esportivo morre em Cacoal, os vereadores fazem discursos emocionantes e relembram os discursos de campanha. Discursos, discursos, discursos, apenas discursos. Às vezes fica até a impressão de que, com essa câmara que temos hoje, até a União Cacoalense ficou menor. Em 2017, o clube tão amado pelos cacoalenses foi parar na segunda divisão do futebol de Rondônia. Um clube de futebol da primeira divisão de nosso estado já vive agruras incomensuráveis. Imagine o leitor um clube da segunda divisão. Aliás, como não havia nenhum outro clube rebaixado, o dono da Federação de Futebol de Rondônia, Heitor Costa, presidente “ad aeternum” do esporte no estado, teve que fazer uma mágica para colocar a União Cacoalense na Série A do Rondoniense. Heitor Costa está como presidente da federação há décadas! Talvez nem ele mesmo lembra quantos anos...
Após a necessária digressão, voltemos ao tema epigrafado! Durante a gestão do ex-prefeito Franco Vialeto, o qual eu denominava Fraco Prefeito, foi construída na cidade a conhecida Vila Olímpica. Esta obra foi muito exaltada por diversos políticos municipais e por diversos aliados do italiano. Na realidade, era uma obra muito importante, sim, e que cabe perfeitamente em uma cidade como Cacoal. Lamentavelmente, porém, a Vila Olímpica está completamente abandonada atualmente e sequer tem energia elétrica. Um complexo esportivo sem energia no século XXI só existe em cidades onde não existe nenhum interesse pelo esporte. Aquele local deveria ser tratado com mais respeito pelos políticos locais que amam o esporte. Os vereadores do esporte completam 03 anos de mandato no fim deste mês, mas, até hoje, nenhum deles falou nada sobre a falta de energia elétrica na Vila Olímpica. Este ano, durante a realização dos Jogos do Interior de Rondônia, em Cacoal, diversas modalidades esportivas que aconteceram na Vila Olímpica somente puderam acontecer até às 17 horas, em virtude da falta de energia no local. Isso é uma vergonha!!! E tudo indica que a situação ficará assim até 2020...
Nesta gestão do “Amor a Cacoal”, várias coisas mudaram para pior! A ex-quase-UPA não inaugurou (foi necessário improvisar outra coisa onde seria a UPA); o distrito de Divinópolis, que havia sido oficializado como distrito na gestão do Fraco Prefeito, voltou à condição de "vila”; o orçamento da agricultura passou a ser menor; os ônibus que transportam alunos passaram a ser mais velhos; os recursos do FITHA estão sendo devolvidos; os vereadores doaram vários patrimônios do município para particulares ou para outras instituições... Não dá para entender esse amor todo!!! Se esta mesma câmara for tocar a cidade nos próximos quatro anos, Cacoal voltará a ser a Nova Cassilândia. Nossos edis e nossa burgomestra precisam acordar. Estamos voltando ao século passado!!!
A luta pela energia na Vila Olímpica; a luta pelo pleno funcionamento da usina de asfalto; a luta em defesa dos habitantes do ex-distrito de Divinópolis; a luta por ônibus melhores para os estudantes; a luta em defesa dos rios de Cacoal e outras bandeiras fazem parte do pacote de atribuições dos vereadores. Alguém precisa dizer isso a eles; alguém precisa marcar uma competição esportiva na Vila Olímpica, em horário noturno, e convidar a prefeita, a vereadora Maria Simões e os vereadores. É muito provável que eles não saibam desta falta de energia na vila. Nossos vereadores precisam lutar bravamente para justificar o amor de campanha, porque, caso contrário, eles entrarão para a história como os vereadores e a prefeita que devolveram à Capital do Café o título de Nova Cassilândia... Tenho dito!!! 

 



Fonte: FRANCISCO XAVIER GOMES - Professor/Rede Estadual e Articulis
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais de Francisco Xavier