Francisco Xavier
Francisco Xavier

Coluna

Coluna do Xavier

CACOAL: A POLÍTICA, OS GOVERNADOS E OS GOVERNANTES...

CACOAL: A POLÍTICA, OS GOVERNADOS E OS GOVERNANTES...
Publicado em: 14 de Junho de 2019

Os recentes fatos ocorridos no país revelam que a corrupção é, de fato, um problema visceral e que está em todos os grupos sociais ou instituições da nação brasileira. E isto acontece por condição cultural mesmo, uma vez que temos uma ampla legislação sobre este tema e dispositivos rigorosos que podem ser aplicados em casos que vão, desde um ladrão de galinha, até um ministro de estado, ou mesmo membros de uma das cortes superiores do Brasil. Entretanto, há muitos brasileiros que querem combater a corrupção com a pureza e outros com sentimentos mais medievais, como a homofobia, o que realmente é algo asqueroso, e Nossa Amada Cacoal não está isenta...
As pessoas mais atentas ao cotidiano político sabem que o Macunaíma Curitibano posou, durante cerca de cinco anos, como o paladino da moralidade e como o dono absoluto de todas as verdades, o senhor dos bons costumes, o que rendeu a ele o apelido de Super-Herói, na avaliação dos mais incautos. Entretanto, as falas reveladas na imprensa esta semana, deixam claro que a coisa era bem seletiva e que a preocupação principal era de caráter eleitoral e não de combater a corrupção. Quando algum juiz de Cacoal passar a sugerir aos membros do Ministério Público quem deve ser arrolado como testemunha, estaremos diante do caos. E somente uma pessoa muito desinformada considera natural um magistrado orientar e conduzir uma das partes da ação. Talvez muitas pessoas de Cacoal estejam acostumadas com o fato de ver vereadores que são manobrados pelas administrações. Por isso, devem imaginar que é natural um magistrado ser assistente de acusação em uma ação penal...
O fato é que essa balbúrdia promovida pelos heróis curitibanos contamina o país inteiro e dissemina um monte de situações insólitas. Em Cacoal circula nas redes sociais uma lista que seria, segundo as pessoas que compartilham, os nomes de senadores que são contra a Operação Lava Jato. Na lista de 15 nomes, tem uns 08 ou 09 que sequer são senadores. Há, ainda, os que passaram a fazer graves discursos de homofobia contra o jornalista que denunciou o esquema protagonizado pelos heróis de Curitiba. Ora, sejamos sensatos! A Operação Lava Jato, ou outro nome que seja, é importante, necessária e deveria ser eterna, porque o combate à corrupção precisa ser permanente. Tem diversas ações da Lava Jato que merecem elogios, sim, porque colocaram fim a algum esquema de corrupção. Agora, usar os mecanismos do poder público para fazer política partidária e impedir desafetos de disputar eleições, utilizando manobras, em nome do combate à corrupção, é uma coisa abominável. 
O jornalista Glenn Greenwald não inventou nenhuma história, não inventou nenhuma mentira. Ele apenas levou a público alguns fatos. Atacar a pessoa do jornalista, ou ainda atacar sua família, é uma coisa de imbecis e fere frontalmente todos os princípios de dignidade, além de ferir a liberdade de imprensa. É muito contraditório ver pessoas da imprensa condenando o jornalista e tentando esconder os fatos trazidos à luz por ele. Esses jornalistas estão a serviço da notícia ou de políticos? Quem disse que atacar pessoas em função da sexualidade é ser jornalista? O curioso nessa história é que as pessoas citadas nunca negaram os fatos, mas muitos jornalistas que pregam a liberdade de imprensa fazem de tudo para esconder. Que coisa ridícula!!! Quem deve explicar os fatos são os envolvidos. Que jornalismo é esse que tenta desmentir os fatos para proteger políticos? 
Sinceramente, não concordo que nenhuma pessoa citada nas matérias divulgadas pelo jornalista Glenn Greenwald seja condenada, sem que tenha o direito de se defender amplamente, porque condenar pessoas sem provas é um dos grandes problemas da Operação Lava Jato em vários processos e uma coisa que não podemos concordar. Certamente que os dois filósofos da honestidade estão comigo nessa tese. Entretanto, considero igualmente equivocado o fato de ver jornalistas ou veículos de imprensa advogando a favor das pessoas citadas. Elas que se expliquem! Não é praticando a homofobia contra a família do jornalista americano que vamos limpar o Brasil. Não é tentando desqualificar as informações prestadas à população que vamos combater a corrupção.  Sérgio Moro, ex-juiz da Lava Jato tinha toda razão, quando disse que “A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras”... Nosso “herói” está certinho... Tenho dito!!!

FRANCISCO XAVIER GOMES
Professor da Rede Estadual e Articulista



Fonte: FRANCISCO XAVIER GOMES - Professor da Rede Estadual
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais de Francisco Xavier