Boca Maldita
Boca Maldita

Coluna

Boca Maldita de 24 de maio de 2019

Boca Maldita de 24 de maio de 2019
Publicado em: 24 de Maio de 2019

PASSEATA PRÓ BRASIL. O clima político em Brasília está muito carregado nos últimos dias e a tensão pode aumentar depois de domingo. O problema é que aliados do governo Bolsonaro estão convocando os eleitores do presidente para participarem de um movimento nas ruas do país, neste domingo (26/05) em defesa do governo e contra o STF e o Congresso Nacional. No começo desta semana, o presidente da república decidiu que não vai comparecer, mas ele distribuiu muitos textos nas redes sociais, chamando os eleitores, afinal, nada melhore do que ele para conhecer como funciona o Congresso Nacional. Dezenas de congressistas do tal de Centrão e dos partidos de oposição, acreditam que o movimento vai enfraquecer ainda mais o governo e pode até mesmo servir de motivo para um pedido de impeachment do presidente. Mas a população que vai às ruas, quer mesmo é o fim da corrupção e um governo para governar o País e não ficar subordinado a um Congresso, cuja maioria de seus componentes, o do povo já sabe do que são capazes e é isso principalmente,  a causa da manifestação do próximo dia 26.

RONDÔNIA RURAL SHOW.  Começou na quarta-feira, e vai até amanhã, o evento denominado Rondônia Rural Show, organizado pelo governo de Rondônia. O evento reúne empresários do ramo do agronegócio de diversos lugares do país e movimenta milhões de reais em negócios.  A expectativa é que este ano o evento ultrapasse a casa dos 700 milhões de reais em negócios, visto que haverá um número significativo de participantes. Animais e equipamentos tecnológicos de diferentes tipos estarão à disposição do público até este sábado. O evento ocorre no município de Ji-Paraná e conta com a participação de empresários e políticos, além de visitantes que costumam comparecer para conhecer de perto como funciona o Rondônia Rural Show. Pela estimativa dos organizadores, cerca de 20 mil pessoas compareceram no primeiro dia e puderam visitar a feira que conta com mais de 500 expositores e representantes de mais de dez países.

CASA DE FERREIRO. O governador Marcos Rocha tem enfrentado um problema muito sério em seu começo de governo. Desde que ele tomou posse, em janeiro, muitas fugas têm sido registradas nos presídios de Rondônia. O curioso é que o atual governador conhece bem de perto os problemas do sistema prisional do estado, porque ele era o Secretário de Justiça de Rondônia do governo Confúcio Moura e deixou o cargo poucos dias antes de registrar sua candidatura para concorrer as eleições de 2018. Certamente os problemas registrados hoje não começaram este ano e o governo tem a obrigação de conhecer as estatísticas e os dados do governo anterior. Além disso, o governador é policial e prometeu em campanha que uma de suas metas seria resolver os problemas de segurança pública do estado.  Alguma coisa precisa ser feita para evitar que o sistema prisional assuma a forma de caos, como está a situação do Hospital João Paulo II.

SESSÃO PELA MANHÃ. Desde que começou a atual legislatura da Câmara Municipal de Cacoal, por diversas vezes, os vereadores convidaram a população para comparecer às sessões e conhecer o trabalho e a atuação dos vereadores. Com o passar dos tempos, a população passou a frequentar as sessões e saber como era a conduta de cada vereador. Como já era esperado, muitos vereadores perderam prestígio a partir do momento que a população passou a conhecer a atuação deles de perto e isso gerou uma infinidade de críticas nas redes sociais. Com a repercussão negativa, os vereadores perceberam que a situação ficou complicada. Assim um grupo de vereadores assinou esta semana um documento que tem a finalidade de mudar o horário das sessões que acontecem às segundas-feiras, a partir de 18:30. A ideia dos vereadores é que as sessões sejam realizadas às nove da manhã, fato que impediria muitas pessoas de participarem, em função do horário de trabalho.  Os vereadores da oposição não concordam com a mudança e argumentam que a população tem o direito de acompanhar as sessões. Já tem gente achando que às nove horas da manhã, dá para comparecer, dando uma fugidinha para ver a atuação dos “nobres edis”. Aspas... não sei por qual motivo.

POLÊMICA DOS MILHÕES. O município de Cacoal viveu, nos últimos meses, uma polêmica muito grande, em virtude de um projeto de autoria da prefeita Glaucione Rodrigues cuja finalidade era pedir autorização ao Poder Legislativo para que o município pudesse fazer um empréstimo de 05 milhões de reais na Caixa Econômica Federal. Após muitas discussões, o projeto não chegou a ser votado, mas foi considerado aprovado pelo vereador Valdomiro Corá, presidente da Câmara Municipal de Cacoal. Os vereadores contrários à aprovação do projeto acionaram o Poder Judiciário e a decisão foi pela suspensão dos efeitos do projeto, por vários motivos. Os vereadores ligados à administração pediram à prefeita para encaminhar novamente o projeto ao legislativo e esperam que a matéria seja aprovada. O principal argumento dos vereadores contrários é de que este valor não é suficiente para atender todas as demandas da cidade e serviria, segundo eles, apenas para fazer política. Os vereadores favoráveis argumentam que defendem a aprovação porque outros prefeitos também pediram empréstimos. Se formos observar os problemas das ruas de Cacoal, cinco milhões de reais realmente não serão suficientes e a tendência é que a polêmica continue. Mas já tem muita gente entendendo que é picuinha e a finalidade é atrapalhar ainda mais a administração, para que nada faça e que não tenha chance na próxima eleição. E o povo e a cidade vai pagar por isso? Porque não entram num acordo e corrijam o projeto em comum acordo, que seja justo e atenda as necessidades?  Os interesses impedem, claro! Já estamos cansados de ver isso. Tem um vereador, por exemplo, que parece torcer para que a administração atual não seja melhor do que a anterior. E ai vai!

CAMPANHA ELEITORAL. As pessoas que frequentam ou que moram na rua Recife, no bairro Novo Cacoal, sabem que desde o período que o Franco Vialeto estava no cargo existe um projeto para fazer os trabalhos de saneamento desta rua. Quem passou pelo local nos últimos 40 ou 60 dias sabe que a administração atual está realizando os trabalhos. O curioso é que, depois que os trabalhos já estão para serem concluídos, um dos vereadores de Cacoal encaminhou um documento à administração, solicitando que a rua Recife receba esse tipo de trabalho de pavimentação e saneamento. Claro que a intenção do vereador é dizer aos moradores que ele foi o autor da “obra”. Entretanto, diversos moradores já sabem da manobra e estão esperando que ele apareça no local para exibir o documento. Com o avanço da tecnologia e o constante uso das redes sociais, esse tipo de malandragem não terá mais sucesso. Talvez seja melhor o vereador inventar outra coisa para fazer campanha política para sua reeleição no ano que vem. E da forma que as coisas estão andando, aqueles dois ou três que a população acha que ainda podem se reeleger, podem ficar fora também, com uma mudança no Palácio Catarino Cardoso dos Santos de 100%.  Seria um a grande experiência!

REFORMA DA PREVIDÊNCIA. O senador Marcos Rogério assumiu uma posição política que certamente vai causar um desgaste muito grande em sua imagem. Ele subiu à tribuna do senado recentemente para dizer que é plenamente favorável à aprovação do projeto de reforma da previdência que tramita na Câmara dos Deputados e que não vê nenhuma necessidade de fazer alterações. Tem quem diz conhecer o teor do projeto que acha  que a aprovação desse projeto, da forma como está, causará prejuízos incalculáveis à camada mais pobre da população, atingindo em cheia servidores públicos, trabalhadores rurais e idosos. Não deve ser tudo o que falam lembrando que o senador Marcos Rogério teve muitos defensores exatamente nessa camada da população rondoniense, fato que deu a ele a condição de senador eleito com expressiva margem de votos, sendo o primeiro colocado nas eleições de 2018. Poucos dias atrás, ele assinou documento que impedia a CPI cuja finalidade era investigar o Poder Judiciário. Agora ele assumiu posição a favor da reforma da previdência, o que o coloca contra milhares de trabalhadores de Rondônia.

FESTIVAL DE ARTE. No próximo dia 30 de maio, acontecerá em Cacoal um importante evento cultural organizado pela SEDUC. Trata-se do Festival Estudantil Regional de Arte – FERA, cuja principal finalidade é a participação dos alunos das escolas públicas que mostram seu talento em diversas modalidades artísticas. O evento já acontece desde o governo Confúcio Moura e atrai a atenção de muitos alunos. Vale salientar que Cacoal já teve alunos participantes da fase final em Porto-Velho e onde ficou muito evidente a qualidade dos alunos das escolas públicas de Rondônia. Ainda não temos a confirmação do local do evento, mas na próxima edição a coluna vai fazer o registro do local escolhido. Desde já, a população está convidada para prestigiar e conhecer o talento das crianças, adolescentes e jovens das escolas de Cacoal. Vale a pena conferir!!!

SANGUE É VIDA. Em parceria com a o governo de Rondônia, a UNESC fará na próxima terça-feira (28 de maio) uma campanha para a coleta de sangue. O evento acontecerá a partir das 14 horas nas instalações da UNESC/Cacoal e tem como finalidade abastecer a FHEMERON, órgão estadual que cuida deste setor em Cacoal. Esta campanha é muito importante e revela uma iniciativa brilhante da UNESC em favor da população. A doação de sangue é um ato de humanidade e de solidariedade e precisa ser estimulado pelas instituições, com a participação da sociedade. Especificamente, no caso de Cacoal, que atende pessoas de diversos municípios do estado no Hospital Regional, é fundamental que haja sempre sangue para salvar vidas, porque o número de pessoas que necessitam é muito grande. Esta é realmente uma iniciativa que merece nossos elogios. “Lembre-se de que o seu sacrifício para doar sangue é bem menor do que o sacrifício daquela pessoa que necessita de sangue”.

 

O PROFESSOR RIBAMAR FOURNIER, natural de São Luís (Maranhão), licenciado em história pela UEPB - Universidade da Paraíba, que atualmente trabalha na escola  Josino Brito, em Cacoal, que chegou a Pimenta Bueno em 2001 e em Cacoal em 2012, torcedor do Sampaio Correia e do Flamengo, também lê este TRIBUNA POPULAR e o www.tribunapopular.com.br.


Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais de Boca Maldita