Memórias de Ana...
Memórias de Ana Carolina

Coluna

Carolina

A Luta pelo Amor Próprio

17/08/2018
Publicado em: 17 de Agosto de 2018

Quero aqui declarar que é dever sentir-se humana o suficiente, digna o suficiente, real o suficiente nos caos dos relacionamentos. E como é difícil, eu sei, ao menos se aceitar (quiçá amar-se) num mundo tão massificado. Digo isso porque há uma fase em nós em que é preferível estar mal a mudar as condições que nos cercam. Isto não deve haver...

É necessário perceber-se viva, além de tudo. E que nada nos faça presumir menos que somos. Que ninguém nos prenda em celas de solidão injusta. Que nunca nos venha o sentimento de que estamos nos perdendo na maldade de outrem. E que a maldade do outro não nos afete, sobretudo. Assim deve ser...

Afasta-se de mim isto! Isto de que não consigo, que não sou ou não tenho.

Sigamos confiante. Que os dias serão melhores, que o sol será nosso guia, que a vida é um presente e que somos capazes o bastante para aquilo que decidirmos. Que cada vez mais a poesia nos encante, que o orgulho de quem nos tornamos nos preencha, que a beleza seja relativa e amar não seja um peso.

A luta por amor próprio é uma luta por aceitação. Quando este dia chegar, em que o bem-estar e a certeza de seguir seus princípios ser tornar um ponto indiscutível, aí sim, a guerra estará vencida. Avante garota! 



Fonte: Ana Carolina Memória
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Mais de Memórias de Ana Carolina